IV Congresso Brasileiro Psicologia: Ciência e Profissão - Os impactos da Psicologia na Sociedade Brasileira: A Política da Ciência e da Profissão

COMPARTILHE:

Nenhum comentário 18/12/2014 às 15h15 - Atualizado em 18/12/2014 às 15h15

O legado do IV CBP – entrevista com a Secretária Executiva do FENPB – Angela Soligo

O legado do IV CBP

A secretária-executiva do Fenpb, Ângela Soligo, faz sua avaliação do evento

O IV Congresso Brasileiro Psicologia: Ciência e Profissão já acabou, mas seu legado servirá de base para pensar na próxima edição do evento, daqui a quatro anos. Ângela Soligo, secretária-executiva do Fórum de Entidades Nacionais da Psicologia Brasileira (Fenpb), entidade responsável pela organização do evento, faz uma breve avaliação do IV CBP na entrevista a seguir e diz, em sua visão, o que pode ser aproveitado e pensado para o V CBP.

Confira a seguir.

Qual é a sua avaliação sobre o IV CBP? Acredita que os objetivos iniciais foram alcançados?

Creio que atingimos nossos objetivos com relação aos temas tratados no Congresso, em que a diversidade da Psicologia, seus muitos recortes, espaços e sujeitos estiveram presentes, em múltiplas atividades que evidenciaram o compromisso da Psicologia brasileira de hoje com os seus povos, com as políticas públicas, com os países latino-americanos, com a construção de uma sociedade mais justa, igualitária e humana.

Acredita que houve maior aproximação entre as entidades do Fenpb com a realização do evento?

Ficou marcado, neste CBP, o espírito colaborativo entre as entidades, o esforço de todas elas na medida de suas possibilidades para colaborar com a realização do evento.

O que ficou de aprendizados do IV CBP para pensar a organização do V CBP, tanto de experiências positivas quanto negativas?

Em cada evento desse porte sempre haverá contratempos, porém penso que tivemos um evento de grande qualidade, bem organizado. Esse foi o retorno que recebi de todas as pessoas, durante o evento. Uma enquete foi enviada a todos os participantes, no sentido de captar melhor as impressões sobre o evento e produzir uma avaliação sistemática. Esse material, que está em análise, permitirá melhor compreensão dos problemas e avanços deste evento.

Pensando hoje, o que seria ideal que tivesse no V CBP que ainda não fez parte das outras edições?

Para mim, o que falta no CBP é o encerramento com uma Assembleia Geral, em que pudéssemos apontar questões sobre as quais a Psicologia como coletivo devesse manifestar-se publicamente e produzir manifestos e moções a serem publicizados e enviados a setores da sociedade.

Compartilhe:

Comentários

Deixe uma resposta

  • Promoção

V CONGRESSO BRASILEIRO PSICOLOGIA: CIÊNCIA E PROFISSÃO

14 a 18 de novembro de 2018

São Paulo - SP